5 dicas para administrar a renda sem complicação

Cada vez mais os brasileiros almejam atuar como profissionais autônomos. Entre as principais justificavas para se preferir esse formato de trabalho estão a flexibilidade de horário e a possibilidade de se tornar o seu próprio chefe. Ainda assim, com frequência surgem dúvidas sobre gestão financeira e demais aspectos burocráticos que impedem muitas pessoas de irem atrás de seus objetivos. E é por isso que reunimos a seguir 5 dicas para ajudá-lo como trabalhador autônomo!

Um setor que está em franco crescimento no país é o de vendas de produtos de beleza, então iremos destacar essa atividade. No entanto, as recomendações são válidas para todas as áreas.

Ficou interessado? Confira nossas cinco sugestões imperdíveis para administrar sua renda:

1. Tenha um dinheiro reservado para emergência

Como a renda de um autônomo não é fixa, um mês muito lucrativo pode ser seguido por um período de rendimentos mais baixos. Essa instabilidade assusta quem está iniciando no negócio de vendas pra salão e, por vezes, leva à inadimplência. A melhor saída para que você consiga sempre cumprir com as suas obrigações é fazer um fundo. Desse modo, você fica seguro em momentos de poucas negociações e não deixa de cumprir com os pagamentos.
Como regra geral, os economistas sugerem guardar uma quantia suficiente para que o indivíduo se sustente por 6 meses. Portanto, se parte desse valor for retirado, é preciso repô-lo assim que possível.

2. Não misture as contas pessoais e profissionais

Um erro bastante comum entre os autônomos é tirar dinheiro da conta pessoal para cobrir gastos profissionais e vice-versa. Estabeleça os gastos imprescindíveis para a sua atividade sem comprometer o pagamento de contas básicas como aluguel, água e luz, entre outras. Para tanto, crie planilhas para registrar todas as despesas e receitas. Na hora de efetuar análises contábeis e recolher impostos, esses registros também ajudarão muito.

3. Seja cauteloso com as finanças

Quando você comercializa cosméticos por conta própria, o potencial de ganho é superior ao de um empregado. Afinal, ser dono de um negócio apresenta várias vantagens financeiras. Porém, é fundamental ser responsável e prudente nos investimentos, pois se trata do seu balanço econômico pessoal. É comum profissionais que estão iniciando nessa área se deslumbrarem com o rendimento gerado nas primeiras vendas. Mas apesar dos lucros serem altos, não existe negócio que resista a gastos descontrolados.

Portanto, vá com cuidado e dê um passo de cada vez. Lembre-se que você terá tempo de realizar todos seus sonhos. Não precisa ser tudo de uma vez só. Administre sua renda pensando no futuro

4. Planeje bem suas férias

Um dos pontos negativos de ser distribuidor de cosméticos autônomo é não contar com garantias como 13º e férias remuneradas. Por consequência, é necessário um planejamento prévio sobre o período certo para viajar. Quem trabalha como distribuidor de cosméticos precisa adequar os períodos de descanso às necessidades dos salões.
Nos períodos de férias e de datas festivas o movimento nos salões aumenta muito. Nos fins de ano, por exemplo, acontecem muitos eventos como festas de formatura, confraternizações empresariais e familiares. Curiosamente, esses são os melhores momentos para o distribuidor de cosméticos tirar férias. Isso porque os salões costumam abastecer o estoque de produtos com antecedência nessas épocas. Então, pense nas férias mas não perca esse momento que é um excelente período para as vendas.

As férias de janeiro também é um bom período para descansar. Quem costuma frequentar salão, geralmente já cuidou do visual antes das festas de fim de ano. Além do mais, muitas famílias viajam aproveitando as férias escolares, portanto os salões ficam mais vazios, diminuindo a demanda por produtos.
Mas se você tiver oportunidade, pode se programar para sair na baixa temporada, que é um período mais econômico. O importante é você analisar qual estratégia é mais adequada à sua realidade.

5. Recolha as contribuições para a previdência

Não deixe de garantir um complemento financeiro a longo prazo. Sendo assim, mesmo que a aposentadoria pareça distante, informe-se sobre o modelo de previdência ideal para você. Por fim, reforçamos a importância da organização para um maior equilíbrio econômico dos autônomos. Em tempos de lucro elevado, tente separar uma porcentagem para a sua reserva financeira. Indicamos especialmente as chamadas aplicações de renda fixa, como CDB e Tesouro Direto.

Se você seguir essas nossas dicas, não terá dificuldades em gerenciar a sua renda como distribuidor de cosméticos autônomo!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta